quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

OS ALIMENTOS MAIS CONTAMINADOS POR AGROTÓXICOS

Lembre-se, o produtor quer dinheiro no bolso, não está nem um pouco preocupado com a saúde de quem come aquilo que produz...

Se você se deixar levar pela aparência bonita e brilhante dos alimentos, está perdido

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária(Anvisa), analisou 2.488 amostras de 18 vegetais, das quais 28% estavam insatisfatórias para o consumo.

O Levantamento:No caso do levantamento da Anvisa, os "organofosforados" - substâncias que podem destruir células musculares e comprometer o sistema nervoso, provocando problemas cardiorrespiratórios - estão presentes em mais da metade das amostras irregulares.

O relatório final do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos destaca que as doenças crônicas não transmissíveis – que têm os agrotóxicos entre seus agentes causadores – são hoje um problema mundial de saúde pública.

Segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), elas são responsáveis por 63% das 57 milhões de mortes declaradas no mundo em 2008, e por 45,9% do volume global de doenças.

A OMS prevê um aumento de 15%, entre 2010 e 2020, dos óbitos causados por essas doenças. No Brasil, elas já representam a principal causa de óbito, sendo responsáveis por 74% das mortes ocorridas em 2008 (893.900 óbitos).

O mercado brasileiro de agrotóxicos é o maior do mundo, com 107 empresas aptas a registrar produtos, e representa 16% do mercado mundial. Somente em 2009, foram vendidas mais de 780 mil toneladas de produtos no país. Além disso, o Brasil também ocupa a sexta posição no ranking mundial de importação de agrotóxicos.


Os Alimentos mais Contaminados:O pimentão, o morango e o pepino lideram o ranking dos alimentos mais contaminados por pesticidas, em 2010 (veja lista completa ao lado), segundo levantamento da Anvisa. Os dois problemas detectados na análise de amostras foram o teor de resíduos de agrotóxicos acima do permitido e o uso de pesticidas não autorizados para as culturas.


Tabela da Anvisa com os índices de contaminação dos alimentos

Os agrotóxicos são a segunda causa de intoxicação no país, ficando atrás apenas dos medicamentos.

No caso do pimentão, 91,8% das amostras analisadas apresentaram problemas contaminação. No morango e no pepino, o percentual de amostras irregulares foi de 63% e 58%, respectivamente.

A alface e a cenoura também apresentaram índices de contaminação elevados. Em 51,9% das amostras de alface e em 48,9% das amostras da cenoura foram encontradas irregularidades.

Já na beterraba, na couve e no mamão as irregularidades foram verificadas entre 20% a 30% das amostras analisadas.

Em 24,3% dos casos, o agrotóxico não era autorizado para uso na cultura analisada. Em 1,7% das amostras foram encontrados resíduos de agrotóxicos em níveis acima dos autorizados e, em 1,9% restantes, foram encontradas as duas irregularidades.

Em 2010, apenas 2,1% das amostras analisadas não tiveram qualquer rastreabilidade. Na maioria dos casos (61,2%), foi possível rastrear o alimento até o distribuidor.

Sem contaminação:A batata foi o único alimento analisado sem o registro de contaminação nas amostras. Em 2002, primeiro ano de monitoramento, 22,2% das amostras do alimento apresentavam irregularidades.
Postar um comentário