segunda-feira, 17 de novembro de 2014

APOSTA

Se você tivesse certeza de que iria perder, em qualquer tipo de jogo, apostaria? Uma aposta é o comportamento de colocar algo em jogo contra alguma ou algumas pessoas, na dependência de que algo aconteça. Quando esse algo acontecer tende a favorecer um dos apostadores em detrimento de outros. Assim, se você aposta cem reais que o resultado do jogo de seu time será de dois a zero contra o time do seu amigo, se o resultado for o que você previu, você é o ganhador e ele é o perdedor. No entanto, dificilmente alguém apostaria somente por apostar, provavelmente quem aposta espera ganhar. O problema do termo aposta é a falta de controle sobre os elementos pelos os quais se aposta, caso contrário, diz-se que o jogo está “viciado” ou que houve trapaça. Apostar é colocar-se diante de algo sobre o qual não se pode controlar e que pode ou não dar o resultado esperado.


Em alguns momentos da vida apostar pode ser necessário, como aquele jovem de vinte e poucos anos que recebe a proposta de se associar ao amigo e abrir uma pequena empresa. Um investimento pequeno de tempo e dinheiro. Ele pode ou não apostar no sucesso da ideia, mas tanto ele quanto o amigo controlam os fatores que determinam o sucesso ou o fracasso do negócio. Esse controle, ainda que seja precário, faz com que o que o rapaz fez não seja uma aposta, mas um investimento de risco. Por mais que ele tenha riscos, ele os conhece e pode se prevenir deles e inclusive sair do investimento quando lhe parecer oportuno. Numa aposta, depois de apostado, somente quando o resultado sair, até lá você está nas mãos da sorte.

Em outros departamentos da vida o investimento é diferente e apostar pode ser muito perigoso. Imagine que este mesmo jovem rapaz, que obteve sucesso em sua sociedade com o amigo, encontrou uma moça, uma menina desconhecida. Da mesma forma que fez em seu negócio, ele vai apostar no relacionamento com a moça, apostar ou investir? Assim como na sociedade com o amigo, o compromisso com o sucesso da organização deve ser mútuo, o negócio até pode fazer sucesso com o trabalho de apenas um, mas qual será o tamanho do investimento? No relacionamento que o rapaz tem com a moça não é muito diferente, tanto ele quanto ela estão investindo na relação. Pode dar certo com os investimentos de somente um dos dois, mas até quando será sustentável?

A diferença entre aposta e investimento é que na aposta existe algo que condiciona o ganho ou a perda. Além do que numa aposta somente um ou alguns ganham enquanto todos os outros perdem. Num investimento todos os envolvidos têm interesse no mesmo resultado, não há divisão entre ganhadores e perdedores. Outro elemento importante do investimento é que num investimento o resultado positivo faz de todos ganhadores. Retornando ao negócio e ao relacionamento do rapaz, se ele investir de forma responsável e com pessoas que queiram o mesmo que ele, suas chances de sucesso aumentam. Se, no entanto, ele investir com pessoas com ideias ou ideais diferentes das suas ou seus, o risco é grande de que ambos saiam perdendo.

Num negócio e num relacionamento cada um coloca algo não para perder ou ganhar, mas como forma de multiplicar. Se você coloca no seu investimento amor, carinho, sinceridade, tempo, dedicação e do outro lado a pessoa também investe elementos como amor, carinho, compreensão, as chances do investimento dar frutos são boas. Mas se há uma aposta, um coloca amor e o outro coloca segurança, ao fim do girar da roleta, quem ganhar leva os dois, o amor e a segurança.
Por: Rosemiro A. Sefstrom Do site: http://rosemirosefstrom.blogspot.com.br/
Postar um comentário